Você é uma dona de casa?
2 de outubro de 2017
Você não deve ao mundo uma explicação
2 de outubro de 2017
Mostrar tudo

Freira Forte

Leia o testemunho impressionante da Irmça que não recuou frente a guerra na Síria mas, muito pelo contrário, escolheu viver plenamente sua vocação e doar sua vida aos irmãos. Esta é a histótia da Irmã Maria de Guadalupe Rodrigo, do IVE.

Pode parecer um disparate… mas, compartilhando a vida com esse povo que está sofrendo atrozmente, o que mais me marcou foi a sua alegria. A gente vê eles sorrirem mais do que antes! E festejar porque chegou a eletricidade (durante uma ou duas horas diárias) ou porque conseguiram tomar banho (a água chega a cada oito dias), agradecendo cada pequeno dom de Deus.

Assim vivem eles, e isso contagia. O contato tão próximo com a morte faz com que a vida tome outro sentido, e que se viva plenamente. Não há tempo para perder, este pode ser meu último dia, como quero vivê-lo? Não é a alegria superficial e vã, mas aquela quase infinita de quem já tem os olhos postos no Céu.”